artigos
Convibra Conference - Nanotecnologia, Nanociências e Nanoprodutos: Promoção de Políticas Públicas e Aplicação de Recursos Para o Desenvolvimento de Uma Matriz de Exposição Ocupacional Para Nanoprodutos na Agricultura.
Nanotecnologia, Nanociências e Nanoprodutos: Promoção de Políticas Públicas e Aplicação de Recursos Para o Desenvolvimento de Uma Matriz de Exposição Ocupacional Para Nanoprodutos na Agricultura.

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Políticas Públicas de Saúde

Temas Correlatos: Políticas Públicas de Saúde;

Acessos neste artigo: 49


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Eduardo Martinho Rodrigues , Arline Sydneia Abel Arcuri

ABSTRACT
Introdução: O contexto atual com a nanotecnologia necessita de uma abordagem holística. Desde as condições de laboratórios que desenvolvem pesquisa e a manipulação de nanopartículas, processos de fabricação, medidas de proteção e pautas de segurança, a despeito da inserção de empresas no seguimento da agricultura, a questão da exposição dos trabalhadores a nanoprodutos requer maior cuidado. Por sua vez, consumidores de modo involuntário também estão expostos aos princípios ativos das nanopartículas sem que até o presente os usuários tenham sido alertados dos possíveis riscos. O meio ambiente, pelo descarte e liberação de nanomateriais também poderá sofrer impactos sem a realização de um acompanhamento. Neste ponto, face aos efeitos ainda muitos deles desconhecidos devido às exposições às nanopartículas, se considerarmos que existem nano indústrias também pode ser considerada a condição do agravo à saúde como sendo decorrente do efeito de uma nanopatologia como descrito por pesquisadores, sendo necessário considerar a nanotoxicologia para compreensão do possível efeito à saúde resultante da hipótese de exposição dos trabalhadores às situações de riscos vinculados a nanopartículas. Neste contexto, a perspectiva de prevenção, promoção da saúde e contando com a aplicação do princípio da precaução, a MEO - Matriz de exposição Ocupacional - poderá constituir-se em um pilar para alavancar os estudos epidemiológicos nos setores econômicos mais afetados pelo emprego de Nanotecnologia no Brasil.
Objetivo: Diante desta realidade mercadológica e tendo como fundamento a relevância do tamanho das nanopartículas, em relação aos efeitos e impactos por exposição às nanotecnologias, ponderação e discernimento devem ser apreciados considerando-se os impactos de nanoprodutos na nanoindústria, quanto à mobilidade e translocação de nanopartículas, ou seja, o tamanho reduzido facilita o acesso das nanopartículas às membranas, paredes celulares, tecidos celulares e órgãos. Assim sendo, trata-se de pesquisa exploratória tendo como propósito proporcionar maior proximidade sobre fabricantes associados a temática das nanopartículas na agricultura, para subsidiar a aplicação de Matriz de Exposição Ocupacional – MEO (24).
Metodologia: Emprego de pesquisa bibliográfica de material já elaborado com vistas a torná-lo mais explícito ou a construir hipóteses, a partir de levantamento de referências já analisadas e publicadas por meios eletrônicos em páginas de web sites, nomeadamente da base de dados da NPD Nanotechnology Products Database (12), direcionada para o Brasil. Conforme NPD Nanotechnology Products Database (12) no seguimento da agricultura, existem 229 produtos produzidos por 73 empresas distribuídas em 26 países diferentes. Os produtos são classificados em setores subindústrias de pecuária, fertilizantes, melhoramento de plantas, proteção de plantas e melhoramento de solos de acordo com a NPD Nanotechnology Products Database (12). A partir da pesquisa dos nanoprodutos aplicados no setor agricultura no Brasil conforme NPD (12), o desenvolvimento para aplicação da MEO – Matriz de exposição ocupacional de acordo com Ribeiro e Filho (24) a MEO é relevante pois representam o único método factível para analisar grandes bases de dados sobre exposições ocupacionais. As matrizes produzem indicadores que identificam a exposição de forma dicotômica (sim; não), por gradientes (alto; baixo; não expostos), ou níveis e probabilidade de exposição (definitivamente expostos; provavelmente expostos; possivelmente expostos). Para a proposta de desenvolvimento de uma matriz de exposição ocupacional para nanoprodutos aplicados na agricultura, tendo por entrada a “ocupação” para trabalhadores com vínculo empregatício, poderá ser produzida com quadros de cruzamento de informações correlacionando a ocupação - CBO (na linha) e o CNAE do produtor - setor secundário (na coluna), e como resultante a intersecção pode dar origem para uma estimativa qualitativa ou quantitativa, do nível de exposição e/ou a probabilidade de exposição. 
Referências bibliográficas
(12) Nanotechnology Products Database. Acessado em 22/09/2022. 
Disponível em: 
https://product.statnano.com/industry/103/more
(24) Ribeiro, FSN. Filho, VW. Avaliação retrospectiva da exposição ocupacional a cancerígenos: abordagem epidemiológica e aplicação em vigilância em saúde. 
Disponível em: 
https://www.scielosp.org/article/ssm/content/raw/?resource_ssm_path=/media/assets/csp/v20n4/02.pdf

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.