artigos
Convibra Conference - POLÍTICAS PÚBLICAS E O MÍNIMO EXISTENCIAL NA PANDEMIA DA COVID-19: IMPACTOS NA POPULAÇÃO DE BAIXA RENDA EM SALVADOR
POLÍTICAS PÚBLICAS E O MÍNIMO EXISTENCIAL NA PANDEMIA DA COVID-19: IMPACTOS NA POPULAÇÃO DE BAIXA RENDA EM SALVADOR

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Evidências científicas e relatos de experiência sobre Covid-19

Temas Correlatos: Administração Pública;

Acessos neste artigo: 70


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Maria Abygail Do Amaral Aguiar Cunha

ABSTRACT
O objetivo deste artigo é refletir sobre políticas públicas e o mínimo existencial na pandemia da Covid-19 e a população de baixa renda. Trata-se de um estudo de cunho bibliográfico, utilizando o método lógico sistemático, com ênfase na análise de publicações selecionados, a partir de procura sistematizada em sites oficiais, bem como em artigos publicados sobre Covid-19. O trabalho foi pautado nos referidos documentos e construído com reflexões dos autores a partir das perspectivas dos marcadores sociais relacionados a realidade da população de baixa renda diante ao enfrentamento da Covid-19 e a garantia ao mínimo existencial. A reflexão realizada com base na literatura analisada revelou que a pandemia da Covid-19 só fez agravar ainda mais o quadro de vulnerabilidade da população de baixa renda de Salvador, comprometendo sobremaneira à dignidade humana. Esse contexto descortina a necessidade histórica da implantação de políticas públicas de melhoria de vida dessa população, não só durante a pandemia, como também após sua passagem. Para tanto, necessário se faz a adoção de mecanismos de maior impacto na vida dessas pessoas e com maior abrangência, ampliando o acesso a melhores condições de saúde, saneamento básico, alimentação, moradia, emprego, renda, ou seja, uma vida digna. 

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Joselia Rita Da Silva 25-11-2022 10:59:14

Trabalho claro, objetivo e profícuo para discussões atuais no cenário brasileiro. O texto é bem organizado e redigido. As divisões são adequadas facilitando a compreensão e fluidez do texto. As referências são boas, refletindo a pesquisa. O texto defende bem seu argumento central gerando reflexões e novos aprendizados. Parabéns.

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.