artigos
Convibra Conference - Modelagem do Crescimento de Gramíneas Forrageiras Tropicais em Argissolo Amarelo Eutrófico Típico
Modelagem do Crescimento de Gramíneas Forrageiras Tropicais em Argissolo Amarelo Eutrófico Típico

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Ciências animais / Zootecnia

Temas Correlatos: Agricultura;

Acessos neste artigo: 17


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Samuel Rocha Maranhão , Magno José Duarte Cândido , Francisco Gleyson Da Silveira Alves , Rodrigo Gregório Da Silva , Ana Clara Rodrigues Cavalcante

ABSTRACT
Objetivou-se predizer o crescimento de gramíneas forrageiras tropicais cultivadas em Argissolo Amarelo Eutrófico Típico em condições de clima tropical chuvoso. O estudo foi conduzido no Núcleo de Ensino e Estudos em Forragicultura – NEEF/CCA/DZ/UFC, localizado em Fortaleza-CE. O experimento foi realizado no período de janeiro a julho de 2021. O campo experimental era composto de piquetes (6 x 100 metros) cultivados com os capins Basilisk (U. decumbens), Massai (M. maximus) e Mavuno (híbrido de U. ruziziensis x U. brizantha), em regime de sequeiro e sem manejo de adubação. Foram colhidas oito amostras de cada gramínea utilizando moldura de 1m². Para a modelagem da produção de biomassa foi utilizado o software PHYGROW. As etapas da modelagem consistiram em parametrização e calibração, com posterior submissão a testes estatísticos para averiguação da acurácia dos modelos. Verificou-se boa acurácia do modelo PHYGROW em estimar a produção de biomassa das culturas. A altura de resíduo e a densidade de plantas foram as variáveis mais sensíveis durante o processo de calibração, o que gerou ligeira subestimativa da produtividade de 657,1; 378,0 e 966,0 kg de MS ha-1 para os capins Basilisk, Massai e Mavuno, respectivamente. Os resultados da avaliação estatística do modelo apontam para boa acurácia, apresentando razoável concordância (índice d de Willmott) (Basilisk = 0,9; Massai = 0,5; Mavuno = 0,7) entre os dados estimados e observados. Conclui-se, portanto, que o modelo PHYGROW foi capaz de simular o crescimento dos capins Basilisk, Massai e Mavuno, tendo apresentado calibração satisfatória.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário David Reado Setane Mufume 11-06-2022 09:20:08

Parabéns pelo trabalho

Foto do Usuário Franco De Almeida Ollé 22-06-2022 12:07:14

Excelente. Tema pouco abordado, mas de grande relevância!

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.