artigos
Convibra Conference - Suicídio entre jovens e a escola
Suicídio entre jovens e a escola

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Mal-estar contemporâneo e impasses na educação

Acessos neste artigo: 77


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Maísa Moura Chaves De Oliveira , Pedro Castilho

ABSTRACT
Segundo a OMS o suicídio representa terceira maior causa de morte entre os jovens de 15 a 29 anos brasileiros, estima-se que nas últimas décadas houve um aumento de 10% dos óbitos por morte autoprovocada. Esses dados demonstram a necessidade de se pensar estratégias para lidar com essa realidade. A escola como espaço de grande circulação de jovens e adolescentes precisa fazer parte da transformação. 
Alguns estudos vêm apontando como o modelo político econômico neoliberal, é um agente na produção e gestão de sofrimentos sociais (SAFATLE; DUNKER; JÚNIOR. 2020). Compreendendo a escola como um espaço sócio-cultural (DAYRELL, 1996) uma das principais hipóteses elaborada até aqui é, os modelos de escola neoliberal contribuem para as lógicas institucionais de sofrimento. 
Entendemos aqui o suicídio como fenômeno social. Para compreendê-lo e buscar formas de enfrentamento devemos considerar os contextos sociais, as instituições e as mais várias dimensões da sociedade, investigando como tudo isso afeta as pessoas e reflete nos números alarmantes da atualidade. O que se busca é, discutir sobre a questão do suicídio entre jovens como mal-estar contemporâneo, dando foco a como a escola, como uma instituição social, tem se implicado nesse processo. Para isso, além do levantamento teórico sobre a temática, se busca a construção de uma proposta metodológica que contribua para o debate acerca do suicídio entre jovens e a escola. 
Tal proposta é guiada pelas contribuições da conversação, portanto se dá pela construção de espaços de oferta e troca da palavra que  se direcionam as estudantes, seus corpos, identidades, desejos, gozos e angústias para o centro da conversa e retirar os sentimentos desses sujeitos da invisibilidade. Como direcionamento da palavra, planeja-se para cada um dos encontros um tema que toque em questões que se relacionem com a ideação suicida. Esses temas são: futuro/sonhos; Amor/Amizade/Coletividade; Meritocracia e Resistência; Liberdade; Corpo; Morte/luto.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.