artigos
Convibra Conference - Análise dos Domínios Cognitivos no Ensino Híbrido: ensino e aprendizagem sob a perspectiva da Taxonomia Digital de Bloom
Análise dos Domínios Cognitivos no Ensino Híbrido: ensino e aprendizagem sob a perspectiva da Taxonomia Digital de Bloom

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Ensino e Pesquisa em Administração

Acessos neste artigo: 41


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Sueli Da Cruz Garcia , Fábio Rogério De Morais

ABSTRACT
Devido ao grande crescimento na procura por ensino à distância, este artigo apresenta caminhos para trabalhar as aulas para obter um maior grau de aprendizagem do aluno, baseado na Pirâmide de Aprendizagem de Glasser (2001), em que o objetivo é relacionar as metodologias do ensino híbrido com os níveis alcançados no Domínio Cognitivo da Taxonomia de Bloom (1956) e suas evoluções (2001 e 2009). Este estudo tem caráter exploratório e qualitativo, através da pesquisa teórica e bibliográfica, cujo objetivo foi buscar embasamento para o crescente modelo de ensino a distância utilizando metodologias ativas e o ensino híbrido na sala de aula. As formas encontradas foram o uso das metodologias ativas que demonstram que o aluno aprende e apreende muito mais fazendo, ensinando, discutindo do que apenas ouvindo. Identificou-se que o uso de tecnologias da informação são relevantes instrumentos que ampliam os recursos disponíveis para a aprendizagem e oportunizam o uso de estratégias pedagógicas que satisfazem as diferentes necessidades do estudante e os estilos de ensino-aprendizagem que estimulam uma participação mais ativa do mesmo no seu processo de aprendizagem alcançando os maiores níveis do Domínio Cognitivo de Bloom.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Daniel Nascimento E Silva 09-02-2021 09:50:35

O texto analisado é bastante atual e importante. Mas deveria levar em consideração as importantes descobertas realizadas nos últimos três anos tanto sobre o ensino híbrido quanto as metodologias ativas.

A análise se revelou restrita frente ao marco teórico abraçado. Ademais, por seu caráter de análise e revisão teórica, o estudo carece de evidências empíricas para algumas das afirmações categóricas que apresenta.

Foto do Usuário Rosane Maria Alencar Da Silva 09-02-2021 09:50:35

Sugestão: revisão geral do texto em relação ao uso de pontuação e concordância. Pergunta: Seria interessante pensar que a baixa frequência de metodologias ativas pode estar relacionado ao conceito de ensino/aprendizagem que impera?

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.