artigos
Convibra Conference - ESTRATÉGIAS E PRÁTICAS PARA OPERACIONALIZAÇÃO DO PLANO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL DO INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA
ESTRATÉGIAS E PRÁTICAS PARA OPERACIONALIZAÇÃO DO PLANO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL DO INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Administração Ambiental

Acessos neste artigo: 34


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Diogo Amarildo Da Conceição , Simone Sehnem , Priscilla Félix Schneider

ABSTRACT
O presente estudo visou analisar estratégias e práticas para operacionalização do Plano de Logística Sustentável em uma instituição pública de ensino superior. Foi realizado estudo de caso único e teve o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) como unidade de análise. Os dados primários foram obtidos a partir da aplicação de 36 entrevistas. Esses dados foram analisados por meio da técnica análise de conteúdo. Os resultados obtidos apontaram que há uma interligação entre a Sustentabilidade e o Plano de Logística Sustentável (PLS) do IFSC. As principais práticas adotadas no IFSC para operacionalizar o PLS são gestão de resíduos e controle do consumo de água e energia. Por sua vez, as principais estratégias utilizadas pelo IFSC para aplicar o PLS são ações de conscientização e ações de comunicação/divulgação. Verificou-se que a instituição vem deixando o seu plano de sustentabilidade em segundo plano, já que o último plano publicado foi em 2017. Além disso, no seu portal, não há nenhuma informação sobre ações e/ou planos de sustentabilidade.  Os resultados também apontaram que é necessário, em uma IES com muitos campi, uma gestão central que dê apoio e suporte para esses campi. Com isso, a aplicação do plano, como um todo, será mais eficiente, eficaz e efetiva.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Michéli Beatriz Lenz 09-02-2021 09:50:35

Muito interessante o propósito do trabalho e tema bastante relevante. Parabéns!

Foto do Usuário Alexandre Franco Aranha Junior 09-02-2021 09:50:35

Bem estruturado, devendo apresentar indicadores por meio de gráficos como proposta para visualização dos dados coletados.

Foto do Usuário Ana Paula Ferreira Alves 09-02-2021 09:50:35

A temática do artigo é muito interessante. Nas próximas sentenças, seguem algumas sugestões para os autores. Não fica evidente na introdução a diferença entre plano de sustentabilidade e plano de logística sustentável, ainda parece que os planos são utilizados como sinônimos. Além disso, o que é logística sustentável e o que é, de fato, o plano de logística sustentável? Estes conceitos devem estar destacados na introdução. Os autores colocam que ''o PLS consiste em uma ferramenta de gestão socioambiental obrigatória...''. Esse conceito não informa ao leitor o que é de fato o PLS. Também, desde quando é uma ferramenta obrigatória? Qual é o tempo necessário para sua elaboração? Ao final da introdução, sugiro incluir a justificativa de realização da pesquisa, contribuições esperadas do artigo e estrutura do artigo. No referencial teórico, pode ser interessante incluir, no início, uma discussão sobre a importância da sustentabilidade, o que os autores querem dizer quando falam em sustentabilidade e também o que é logística sustentável (e sua diferença com planos de sustentabilidade). No método, é preciso incluir os critérios de seleção da unidade de análise (''instituição esse muito importante econômica e socialmente para o estado de Santa Catarina'' não é suficiente. Motivos dessa importância, e elencar os critérios). Ainda, autores devem elencar os campi do IFSC. A triangulação deve ser feita antes/concomitantemente à análise. Autores devem incluir uma tabela indicando os atores entrevistados, seus cargos, campus e codificação. Quando as entrevistas foram realizadas? Onde? Quanto tempo de duração? Foram transcritas? Autores devem incluir essas informações. A apresentação dos resultados em tópicos prejudica a leitura e compreensão dos resultados. Sugiro que os autores descrevam os resultados em forma de texto, e incluam uma tabela para os trechos das entrevistas e documentos que confirmam e sustentam as categorias encontradas. O tópico de discussão mostra um esforço dos autores para relacionar os achados a trabalhos já realizados - contudo, é preciso atenção para a aproximação com estudos realizados em outros países. Acredito que o contexto do IFSC deve ser mais bem explorado na discussão, como um bom estudo de caso que deve fundamentalmente considerar o contexto em que a unidade de análise está inserida. Por fim, autores devem evidenciar as contribuições teóricas/práticas do artigo.

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.