Relato de Experiência: Prática de Ensino na Comunidade como estratégia de estímulo ao controle social em saúde em uma comunidade rural sergipana.

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Participação Cívica em saúde

Acessos neste artigo: 22


Certificado de publicação:
Certificado de Luiz Eduardo Oliveira Matos

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Luiz Eduardo Oliveira Matos , Renata Jardim

ABSTRACT
Trata-se de um estudo de abordagem descritiva, tipo relato de experiência, elaborado no contexto de vivências do módulo de Prática de Ensino na Comunidade do Ciclo Comum (PEC I) da Universidade Federal de Sergipe, Campus Universitário Professor Antônio Garcia Filho, realizado por uma turma de Metodologia Ativa de Ensino-Aprendizagem, com a presença de 10 alunos. Foram realizados 10 encontros com a comunidade, incluindo Oficinas Bambu, Rodas de Conversa, e Territorialização. Percebe-se que a AESC além de permitir uma maior significância no processo de ensino-aprendizagem, também contribui para a ampliação e fortalecimento da participação e controle social na saúde, e no desenvolvimento da democracia democrático-participativa.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Tema pertinente no cenário atual, com uma discussão coerente.

Foto do Usuário Solange Augusta De Abreu Ribeiro 09-02-2021 12:50:35

Tema extremamente relevante, a participação social. A discussão do tema esta coerente com proposta do trabalho. No contexto atual em que o SUS sofre um desfinanciamento , o fortalecimento do Controle social se faz cada dia mais necessário´para sua sobrevivência. Deste modo o tema contribui para saúde e fortalece o SUS.

Foto do Usuário Luís Felipe Ferro 09-02-2021 12:50:35

Parabéns pelo trabalho. Gostaria de saber quais as estratégias vocês pensam, a partir do amadurecimento da prática realizada, para especializar ainda mais o exercício do controle social.

Foto do Usuário Lucicleia Barreto Queiroz 09-02-2021 12:50:35

O artigo apresenta contribuição relevante para o tema, haja vista os relatos de experiências e análise dos mesmos