Comportamento de fuga da fauna edáfica em solos afetados pelo rompimento da Barragem de Fundão-MG, Brasil

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Ciências do solo

Acessos neste artigo: 9


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Andressa Cristhy Buch , Eduardo Duarte Marques , Emmanoel Vieira Silva-Filho , Camila Rodrigues E Silva , Lucio Fabio Lourençato

ABSTRACT
Os impactos ambientais e socio-econômicos advindos por negligências operacional e de gestão de barragens de mineração têm sido recorrentes no Brasil. Em menos de cinco anos, três grandes barragens de minério se romperam no estado de Minas Gerais-MG (Itabirito-2014, Mariana-2015 e Brumadinho-2019) acarretando mortes humanas e animais, além de incontáveis danos ao meio ambiente. O rompimento da barragem de Fundão no município de Mariana-MG, ocorrido em novembro de 2015, foi um dos maiores acidentes ambientais ocorridos no Brasil e no mundo envolvendo barragens de rejeito. Desde então, ainda são escassas as informações sobre a ecotoxicidade da lama minerária deposta nos ecossistemas terrestres. O presente estudo avaliou um perímetro amostral de solos de aproximadamente 670 km ao longo da Bacia do Rio Doce, contemplando 18 áreas afetadas pelo rejeito de Fundão, iniciando em áreas que ocorreram a ruptura da barragem até a foz do rio Doce-Espírito Santo. Em avaliações preliminares, testes ecotoxicológicos comportamentais foram empregados para avaliar a qualidade dos solos para duas ordens taxonômicas da fauna edáfica (Collembola e Haplotaxida). Nossos resultados indicaram para os dois períodos de monitoramento (2015 e 2018) uma desfuncionalidade de habitat em todos os solos avaliados para a minhoca Ponstocolex corethrurus (evitação > 80%); e para o colêmbolo Proisotoma minuta (evitação > 60%) em áreas próximas àquelas que ocorreram o rompimento da barragem de Fundão e de Córrego Novo, Periquito, Governador Valadares e Tumiritinga). As respostas de fuga notadas neste estudo podem indicar o risco ecológico existente localmente nas regiões afetadas pela lama minerária, sugerindo a dispersão de espécies de locais contaminados. E isto pode ocasionar a longo prazo, comprometimentos na sua biodiversidade, abundância e reprodução, além do desempenho de sua funcionalidade dentro do ecossistema terrestre.
Palavras-chave: Colêmbolos; Minhocas; Poluição de Solos; Rejeitos minerários;

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Jefrejan Souza Rezende 09-02-2021 12:50:35

Excelente trabalho, o melhor que vi agora em todos os aspectos, principalmente em relação a relevância do estudo, envolvendo o aspecto ambiental, poluição e contaminação de solos por rejeitos. inclusive pela escolha do uso da fauna, onde os organísmos é que responde mais rapidamente (a curto prazo) o impacto dessa contaminação na qualidade do solo.

Foto do Usuário Aline Aparecida Dos Santos 09-02-2021 12:50:35

Parabéns pelo trabalho e contribuição para a área de ciência do solo.

Foto do Usuário Bárbara Dias Araújo 09-02-2021 12:50:35

O trabalho me chamou atenção por ter um tema parecido com a minha pesquisa, que no caso também é do rompimento da Barragem, mas em relação a agricultura. O artigo possui grande importância devido as inúmeras tragédias que envolvem mineração no país e como o rejeito com minério afeta a fauna edáfica, no qual eu não tinha conhecimento e me agregou, pois são muito relevantes ! Os resultados foram incríveis, parabéns !

Foto do Usuário Alvaro Graeff 09-02-2021 12:50:35

Trabalho oportuno e atual.Parabenizo pelo foco estudado sobre as consequências de um fenômeno muito pouco percebido.

Foto do Usuário Josi Mylena De Brito Santos 09-02-2021 12:50:35

Artigo de significativa importância para a ciência do solo e bem fundamentado, logo se vê o esforço em realiza-lo. Senti falta da escrita do objetivo mais claro, contudo é possível compreender no decorrer do texto. Outra questão são os parágrafos longos, é bom manter a cadência e seguir um padrão. A Figura 1 ficou distante de quando mencionada, seria bom vim logo em seguida. No todo, trabalho que apresenta a relação das matrizes ambientais. Parabéns.

Foto do Usuário Lucio Fabio Lourençato 09-02-2021 12:50:35

Uma vez que haja poucas pessoas no país trabalhando com ecotoxicidade do solo, este trabalho por ter sido realizado na área afetada por um dos maiores e mais importante desastres ambientais do Brasil merece destaque. Parabéns aos autores pela pesquisa.